sábado, 19 de setembro de 2015

Capítulo 1 - Vazio



((Light))

Você já ficou preso em um nada inconcebível?

Bem... eu já. E a sensação é atordoante.

Uma eternidade em meio à escuridão. Sem frio, fome ou sede. Somente o abismo em volta de mim. Que futuro estranho destinado a alguém que sempre sonhou com a ascensão!

O tempo foi passando. Não, na verdade ele foi se arrastando – o tempo não passa para os condenados. E no interminável nada, flashes da minha curta vida passaram diante de meus olhos.

Quantas pessoas eu matei? Raye Pember... Naomi Misora... Todas aquelas vidas... Valeu mesmo a pena?

Suspirei. Diante do meu estado atual, não sabia bem.

Logo, o rosto do meu pai veio a minha mente. Ele, que morreu lutando por "justiça", sem saber que o Kira estava... tão perto...

Será que estou me arrependendo?!

Não! Tudo o que fiz foi pensando no bem de todos. Sempre soube que a humanidade viveria melhor sem todas aquelas escórias. Tenho certeza absoluta de que muitos possuíam a mesma ambição que eu, mas não tinham coragem e muito menos métodos para seguir em frente. Era mesmo tão errado querer um mundo onde não existisse mal?

Não. Não era.

Eu estava certo desde o início, e se pudesse faria tudo de novo.

E do nada, assim como começou, a escuridão se foi.

– Lugar estranho pra sentir remorso, não acha? - disse uma voz em algum lugar atrás de mim.

Automaticamente, me virei. E não gostei nem um pouco do que vi.

(...)

Era horrendo. Nada se comparava àquilo.

Seus olhos eram de um amarelo intrigante, nada proporcionais ao rosto. Este, por sinal, parecia uma enorme rocha intrincada de ossos humanos. Uma longa capa negra descia até o chão, serpenteando. Um par de asas gigantes banhadas em névoa vermelha ostentavam sua aparência maligna.
O poder exalava dele. Assustador.

De repente, lembrei-me que o shinigami havia falado comigo, mas as palavras simplesmente não saíam.

– Não vai perguntar meu nome? - o estranho questionou.

Meu coração teria acelerado se ainda batesse. Recuei um passo, mas de nada adiantou, já que o ser continuava chegando mais e mais perto, sem nem se dar conta.

– Tudo bem, vou acabar me apresentando de qualquer forma... Meu nome é Ozaru, sou o rei dos shinigamis.

Foi nesse exato momento que me lembrei de uma conversa que tive com Ryuuku ao que parecia ter sido eras atrás, quando ele me disse que enganou o rei dos shinigamis e resgatou dois cadernos. Hmm... Interessante...

Então, Ozaru sorriu. Era um som blasfêmico, arrepiante. Estremeci.

– E você é... ? - Ozaru perguntou, mas antes mesmo que pudesse responder, ele completou:

– Light Yagami. Atualmente, mais conhecido como Kira, se estou certo. Mas é claro, sempre estou.

Ozaru começou a andar de um lado para o outro, sem desviar os olhos de mim.

– Sempre estive de olho em você, Light Yagami. Suas atrocidades me impressionaram. Bem... Quero fazer um acordo com você.

2 comentários:

  1. Que legal ver um lado assim do Light >.<, dele revendo as coisas que ele fez.
    Adorei esse capítulo, por mais que tenha sido pequenino.
    E que acordo ele quer hein?? :p

    Me lembro do anime, me irritei tanto com o Light por ele cada vez mais estar virando uma pessoa malvada...E chorei tanto na morte do L T-T, fiquei um mó tempão pensando que ele ia voltar de alguma forma kkkkkkkkkkkk.

    Até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Duas! Eu queria tanto acreditar que o L ia voltar e acabar com o Raito... mas, fazer o que né. Continue acompanhando a fic, é boa demais!

      Excluir

Obrigada por ler!

Seja educado
Deixe seu link para que eu possa visitá-lo
Sinta-se livre para compartilhar as postagens, mas dê os devidos créditos

Até a próxima!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 renata massa