quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Capítulo 1 - Sonho


Título: De repente... Quem sabe?

Autora: Wana-chan

Classificação: Livre

Sinopse: Movido pela curiosidade, Naruto quer saber um pouco mais sobre aquela garota tímida e sobre os sentimentos que ela nutria por ele. E, sem que perceba, se vê correspondendo a esses sentimentos.

Contada sobre o ponto de vista do Naruto, “De repente... quem sabe?” é uma história para todas as idades!

Notas da autora: Essa história se passa séculos antes da Grande Guerra ninja. Foi depois da luta do Naruto contra o Pain. Criei a história nessa época.

Capítulo 1 – Sonho

Mais uma vez tive aquele mesmo sonho: Eu era novamente uma criança que era odiada pela vila inteira. Enquanto a sombra da kyuubi estava sob mim, ninguém sequer se dignava a me olhar. E eu os encarava com os olhos e o coração cheios de ódio. Como eu já estava acostumado com esse sonho, sabia que logo apareceria o Iruka-sensei, a Sakura-chan, o Sasuke, o Kakashi-sensei,e eu rapidamente estaria rodeado de amigos.

Mas estava demorando!

E mesmo sabendo que aquilo era um sonho, o meu eu-criança desejava poder, para destruir todos aqueles que me odiavam sem razão. Percebi que quem estava no comando da minha mente era a kyuubi e não eu. Isso não faz sentido! Eu controlei o poder da kyuubi com a ajuda da minha mãe, lembro bem disso. E depois eu voltei para a vila. E eu não sou mais criança! Está tudo errado. Estava começando a me sentir desesperado.

Foi quando, pela primeira vez, eu notei um par de olhos tímidos que me encaravam debilmente. A dona desses olhos estava escondida atrás de um adulto. Seu olhar era de profunda admiração.

Sim... É verdade. 
Antes do Iruka-sensei, antes da Sakura-chan, antes de qualquer pessoa me admirar, ela já o fazia, mesmo que eu nunca tenha percebido.

Ao fazer essa constatação, todas as pessoas que estavam no meu sonho sumiram, menos uma. Hinata Hyuuga. Eu não era mais uma criança.

Num instante, só nós dois estávamos ali, e no instante seguinte, surgiu o Pain. Hinata colocou-se em posição de ataque. Tentei avisá-la que ele era uma pessoa boa, ela não precisava lutar com ele. Mas a minha voz não saiu. Então percebi que isso era só uma lembrança.

Tentei ouvir o que ela dizia, mas as únicas palavras que eu consegui ouvi foram: “Se for para morrer por você, eu não me importo. Isso porque eu te amo.”

“Naruto!” Uma voz completamente diferente da anterior me chamou com raiva. “Acorde, idiota!

Senti algo me empurrando com força e quando dei por mim já tinha batido a cabeça no chão. 

A Sakura-chan tinha me derrubado da cama.

“Sakura-chaaaaaan!

“Você não arruma seu quarto, não? Esquece isso, levanta logo, porque estamos atrasados para a missão!

Ela saiu, me ameaçando, caso eu não saísse em um minuto. Arrumei-me rápido e saí para executar uma missão, que eu nem me lembrava qual era.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por ler!

Seja educado
Deixe seu link para que eu possa visitá-lo
Sinta-se livre para compartilhar as postagens, mas dê os devidos créditos

Até a próxima!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 renata massa